29 de nov de 2010

Um santo remédio

A cachaça, no nosso Brasil,está sem moral.
Há contrariedade? Toma-se um gole e tudo desaparecerá.
Reina alegria? Saúda-se esta alegria com uma bicada.
Dói o dente? Bochecha-se cachaça e a dor some. 
Há falta de apetite? Tome-se um aperitivo de cachaça e a fome volta voraz. 
Falta coragem para resolver um negócio sério? Uma lambada forte de cachaça, e a pessoa torna-se corajosa. 
Falta-lhe disposição de falar em público? Uma chamada boa de cachaça torna-o orador.
Faz frio? Toma-se uma talagada de cachaça e esquenta-se. 
Faz calor? Toma-se um golinho de cachaça e refresca-se. 
Enfim, a cachaça transforma a personalidade do amante do álcool.
Por causa da popularidade da cachaça os seus apelidos são numerosos e pitorescos: branquinha, mata-bicho, tira-teima, malfadada, desgraçada, para-ti, abrideira, água bruta, água-de-briga, água-que-gato-não-bebe, água-que-passarinho-não-bebe, bagaceira, baronesa, bicha, bico, branca, brasa, brasileira, cândida, caiana, cana, caninha, canjica, catuta, caxaramba, caxiri, cobreiro, corta-bainha, camulaia, dindinha, dengosa, desmancha-samba, dona branca, elixir, engasga-gato, espírito, esquenta-por-dentro, filha-de-senhor-de-engenho, fruta, gás, girgolina, gororoba, gramática, homeopatia, imaculada, já-começa, jerebita, jinjibirra, jura, legume, malunga, mamãe-de-luanda, mamãe-de-aruanda, mamãe-sacode, marafa, maria-branca, meu-consolo, moça-branca, patrícia, perigosa, pinga, prego, purinha, rama, remédio, restilo, samba, sete-virtudes, sinhazinha, sumo-de-cana, suor-de-alambique, tafiá, teimosa, tiquira, tome-juízo, entre dezenas de outros. 
Note-se que estes apelidos da cachaça são regionais.
Cada região do Brasil tem a sua peculiaridade, e os seus cachaceiros locais é que definem qual é o melhor apelido pra branquinha.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...